Teoria da Relatividade Geral

Da WikiCiências
Share/Save/Bookmark
Ir para: navegação, pesquisa

Referência : Bertolami, O, Gomes, C, (2017) Teoria da Relatividade Geral, Rev. Ciência Elem., V5(3):046
Autores: Orfeu Bertolami e Cláudio Gomes
Editor: José Ferreira Gomes
DOI: [http://doi.org/10.24927/rce2017.046]

PDF Download


Resumo

A Teoria da Relatividade Geral (TRG) é a teoria do espaço-tempo e da gravitação proposta por Einstein em 1915. Nesta teoria, um objeto com massa deforma o espaço-tempo circundante. Adicionalmente, o tensor métrico, que é a incógnita das equações de campo da teoria, permite determinar as propriedades geométricas do espaço-tempo[1] [2].


A TRG explica a precessão do periélio de Mercúrio e foi primeiramente testada por meio da medição do desvio da luz de estrelas na vizinhança do Sol no eclipse solar total a 29 de maio de 1919 na ilha de Príncipe e na região brasileira de Sobral. Desde então, vários outros testes, designadamente ao nível do sistema solar têm sido conduzidos e comprovada a sua precisão[3] [4], pelo que é considerada a teoria padrão da interação gravitacional, sendo, por exemplo, usada nos sistema de GPS e para estudar buracos negros, a evolução do Universo e os seus componentes.

Em 1916 Einstein previu a existência de distorções no espaço-tempo, na TRG, que se propagavam com a velocidade da luz, denominadas ondas gravitacionais, que foram detetadas indiretamente por Hulse e Taylor em 1974 através da perda de energia do binário PSR 1913+16 e diretamente pela colaboração LIGO em 2015 através da colisão e fusão de dois buracos negros resultando num novo buraco negro de maior massa[5] [6].

Referências

  1. EINSTEIN, E, O Significado da Relatividade (Ed. Gradiva 2003)
  2. WEINBERG, S, Os Três Primeiros Minutos (Ed. Gradiva 1987).
  3. WILL, CM, The Confrontation between General Relativity and Experiment, Living Reviews in Relativity, 17 (2014), 4.
  4. BERTOLAMI, O, PÁRAMOS, J, Springer Spacetime Handbook, Springer U.S.A. (2014) [arXiv:1212.2177[gr-qc]].
  5. ABBOTT, BP, et al. (LIGO Scientific Collaboration and Virgo Collaboration), Observation of Gravitational Waves from a binary black hole merger, Phys. Rev. Lett. 116, 061102 (2016).
  6. Direct Observation of Gravitational Waves (Educator’s Guide), LIGO’s Educational Resources, http://www.ligo.org/


Criada em 15 de Setembro de 2017
Revista em 15 de Setembro de 2017
Aceite pelo editor em 15 de Setembro de 2017