Pseudocrateras

Da WikiCiências
Share/Save/Bookmark
Ir para: navegação, pesquisa

Autor: Fernando Carlos Lopes]
Editor: Luís Vítor Duarte
DOI: [http://doi.org/10.24927/rce2018.012]
PDF Download


Pseudocrateras são estruturas semelhantes a pequenas crateras vulcânicas mas que não possuem ligação com nenhuma conduta de magma. Formam-se quando uma escoada de lava incandescente entra em contacto com a água fria de um lago, lagoa ou pântano, causando uma explosão de vapor através da lava. Os gases explosivos fragmentam a superfície da lava de uma forma semelhante à de uma erupção freática. Os fragmentos de rocha lançados para o ar vão formar, ao caírem, uma cratera com o aspeto muito semelhante ao de uma verdadeira cratera vulcânica (FIGURA 1).

O lago Myvatn fica localizado no setor centro-norte da Islândia, numa área vulcânica, a cerca de 10 km a SW do sistema vulcânico de Krafla. Com cerca de 35 km2 e uma profundidade média de 4,2 m, é o quarto maior lago da Islândia. A extremidade sul deste lago está ponteada de pseudocrateras que se elevam cerca de 2 a 5 metros acima da superfície da água Estas estruturas formaram-se há cerca de 2300 anos quando uma escoada de lava incandescente entrou em contacto com a água fria do lago e foi fragmentada e pulverizada por fortes explosões de vapor[1](FIGURA 2).


FIGURA 1. Esquema (sem escala) da formação de pseudocrateras.

FIGURA 2. Aspeto do Lago Myvatn e das suas pseudocrateras.

Referências

  1. ZAKHAROVA, N. Iceland field guide. Arthur D. Storke Memorial Expedition. In: Jason Jweda and Margaret Reitz, eds. Department of Earth and Environmental Sciences, Columbia University, 2010.


Criada em 23 de Outubro de 2017
Revista em 23 de Outubro de 2017
Aceite pelo editor em 14 de Março de 2018