Hibridoma

Da WikiCiências
Share/Save/Bookmark
Ir para: navegação, pesquisa

Referência : Moreira, C., (2014) Hibridoma, Rev. Ciência Elem., V2(4):313
Autor: Catarina Moreira
Editor: José Feijó
DOI: [http://doi.org/10.24927/rce2014.313]


Os hibridomas são linhagens celulares desenvolvidas artificialmente para produzir um determinado anticorpo em grande quantidade.

Por exemplo, para produzir anticorpos monoclonais (utilizados na prevenção, diagnóstico e tratamento de várias doenças, como por exemplo, leucemias), retiram-se linfócitos B do baço de um animal que tenha sido previamente inoculado com o antigénio específico para o anticorpo que se quer isolar, para estimular a resposta imune. Os linfócitos B recolhidos são fundidos com células de mieloma (células com capacidade de se dividirem indefinidamente), e as células resultantes – os hibridomas – são colocadas em meios de cultura para se multiplicarem. Depois de se seleccionarem apenas as células do hibridoma que produzem os anticorpos específicos, procede-se a nova cultura, para ter disponíveis anticorpos para utilização in vivo ou in vitro.


Hybridoma technology.png

Figura 1. Diagrama da produção de anticorpos clonais utilizando a técnica do hibridoma.


1. Imunização do ratinho; 2. Isolamento de linfócitos B a partir das células do baço; 3. Cultura de células de mieloma; 4. Fusão de células do mieloma com linfócitos B; 5. Separação das linhagens celulares; 6. Identificação e escolha das linhagens; 7. Multiplicação In vitro a) e in vivo b); 8. Recolha


Palavras chave: mieloma, anticorpo, linfócito B



Criada em 16 de Abril de 2011
Revista em 18 de Julho de 2011
Aceite pelo editor em 05 de Janeiro de 2012