Contador de Geiger-Müller

Da WikiCiências
Share/Save/Bookmark
Ir para: navegação, pesquisa

Referência : Ribeiro, D., (2014) Contador de Geiger - Müller, Rev. Ciência Elem., V2(4):087
Autores: Daniel Ribeiro
Editor: Jorge Gonçalves
DOI: [http://doi.org/10.24927/rce2014.087]


Figura 1 Contador de Geiger-Müller.[3]
Um contador de Geiger-Müller, por vezes referido como contador de Geiger, é um aparelho utilizado para detetar diferentes tipos de radiações ionizantes.


O contador de Geiger-Müller foi desenvolvido, inicialmente, em 1908, pelo físico alemão Hans Geiger (1882 – 1945) e pelo físico nuclear Ernest Rutherford (1871 –1937).[1] No entanto, o contador desenvolvido por Geiger detetava apenas partículas alfa. O aluno de doutoramento de Geiger, o físico alemão Walther Müller (1905 – 1979) juntou-se no vasto trabalho de aperfeiçoamento do contador de Geiger, conseguindo, em 1928, produzir um aparelho que detetava diversas radiações ionizantes.[1]

O contador de Geiger-Müller (figura 2) é constituído por:

  • Um tubo de Geiger-Müller
  • Um sistema de amplificação de sinal
  • Um sistema de registo de sinal

Figura 2 Esquema de um Contador de Geiger-Müller.[4]

O tubo de Geiger-Müller, cujo esquema se apresenta, consiste num tubo metálico (que funciona como cátodo) cheio com um gás inerte (hélio ou árgon, por exemplo) a pressão reduzida e um fio central (que funciona como ânodo). Entre os dois eléctrodos é estabelecida uma diferença de potencial bastante elevada.[2]

Quando uma radiação ionizante passa através do tubo, algumas das moléculas de gás de enchimento são ionizadas, originando catiões e electrões. O forte campo eléctrico criado pelos eléctrodos acelera os iões para o cátodo e os electrões para o ânodo. Ao longo desse trajeto, as partículas adquirem energia suficiente para ionizar moléculas adicionais de gás.

Isto resulta num impulso intenso de corrente elétrica que pode ser medido e contado. A maioria dos detectores inclui um amplificador de áudio, que produz um estalido na descarga. O número de impulsos por segundo mede a intensidade do campo de radiação.[2]

Embora útil, barato e robusto, um contador de Geiger-Müller não mede a energia das radiações; só deteta a presença e mede a intensidade da radiação (número de partículas detectadas num intervalo de tempo). O contador de Geiger-Müller tem aplicações nas áreas de física nuclear, geofísica, terapias médicas com isótopos e radiografias.


Referências

  1. C. Iliffe, An introduction to nuclear reactor theory, Manchester Greater Manchester Dover, N.H., USA: Manchester University Press, 1984, ISBN: 978-0-719-00953-2.
  2. L. Campbell, Atoms and waves, London Boston: Routledge & K. Paul, 1975, ISBN: 978-0-710-07740-0.
  3. Wikimedia Commons: Geiger counter, consultado em 28/11/2012.
  4. Wikimedia Commons: Geiger Mueller Counter with Circuit, consultado em 28/11/2012.


Criada em 28 de Novembro de 2012
Revista em 29 de Novembro de 2012
Aceite pelo editor em 19 de Dezembro de 2012