Ciclos de Vida

Da WikiCiências
Share/Save/Bookmark
Ir para: navegação, pesquisa

Referência : Moreira, C., (2014) Ciclos de vida, Rev. Ciência Elem., V2(4):071
Autor: Catarina Moreira
Editor: José Feijó
DOI: [http://doi.org/10.24927/rce2014.071]


Ciclo de vida de um organismo é a sequência de acontecimentos da sua história reprodutiva desde a sua concepção até conseguir produzir a sua própria descendência. Os ciclos de vida de todos os organismos partilham algumas características:

  • a meiose, que permite a formação de células haplóides (n), contribuindo para a diversidade das espécies;
  • a fecundação, correspondente à fusão dos gâmetas, repõe a diploidia (2n) no ciclo celular e contribui igualmente para a diversidade das espécies;
  • as células sexuais, sempre haplóides (n) que podem ser gâmetas;
  • o zigoto ou ovo, célula diplóide que resulta da fecundação e que marca o inicio de um novo ciclo de um novo organismo com reprodução sexuada;
  • a alternância de fases nucleares, que podem ter durações variadas. Existe sempre uma fase haplóide e uma fase diplóide: a haplofase, tem início na meiose, com a formação das células sexuais haplóides (com n cromossomas) e termina mesmo antes da fecundação; a diplofase, inicia-se com a fecundação, responsável pela passagem da fase haplóide para a fase diplóide, formando células diplóides (com 2n cromossomas) e termina com a meiose.

A grande diferença entre os ciclos de vida é o momento em que ocorre a meiose. Podem-se considerar três grupos consoante o momento da meiose: pré-gamética, pós-zigótica e pré-espórica.

  • meiose pré-gamética – a meiose ocorre durante a produção dos gâmetas, que são as únicas células haplóides. O ciclo correspondente diz-se diplonte.
  • meiose pós-zigótica – a meiose ocorre logo após a formação do zigoto, sendo o zigoto a única estrutura diplóide do ciclo, que se designa por haplonte.
  • meiose pré-espórica – a meiose ocorre para a formação dos esporos, e só acontece em indivíduos com dois tipos de células sexuais (gâmetas e esporos). O ciclo de vida correspondente denomina-se haplodiplonte.

Os diferentes ciclos de vida:

Ciclo de vida diplonte:

  • característico da maioria dos animais e de algumas algas;
  • os gâmetas são as únicas células haplóides;
  • a meiose ocorre durante a formação dos gâmetas – pré-gamética;
  • o zigoto diplóide (2n) sofre mitoses consecutivas dando origem a um organismo pluricelular diplonte.

ciclovidadiplonte.jpg


Figura 1. Ciclo de Vida Diplonte


Ciclo de vida haplonte:

  • característico da maioria dos fungos e de alguns protistas, incluindo algumas algas;
  • a meiose ocorre após formação do zigoto diplóide – meiose pós-zigótica – sendo este a única estrutura diplóide do ciclo de vida do organismo;
  • a meiose não produz gâmetas mas sim células haplóides que se dividem por mitose formando um organismo adulto haplonte;
  • os gâmetas são produzidos por mitose e não meiose.

ciclovidahaplonte.jpg

Figura 2. Ciclo de Vida Haplonte


Ciclo de vida haplodiplonte:

  • característico das plantas e algumas algas;
  • inclui ao contrário dos outros dois ciclos estados pluricelulares diplóides e haplóides;
  • a meiose ocorre para a formação de esporos (n);
  • os organismos têm uma geração produtora de esporos – geração esporófita constituída pelo esporófito – e uma outra geração produtora de gâmetas – geração gametófita constituída pelo gametófito;
  • a geração esporófita tem início no ovo ou zigoto (2n) que sofre mitoses consecutivas formando um organismo multicelular diplóide – esporófito, que diferencia esporângios onde, por meiose se formam os esporos (n) terminando aqui; todas as células desta fase são diplóides à excepção dos esporos;
  • a geração gametófita inicia-se com os esporos que sofrem mitoses originando um organismo multicelular haplonte – gametófito, que diferencia gametângios onde se formam gâmetas e termina no momento da fecundação em que se forma uma célula diplóide; todas as células desta fase são haplóides à excepção do zigoto resultante da fecundação.

ciclovidahaplodiplonte.jpg

Figura 3. Ciclo de Vida Haplodiplonte



Criada em 09 de Janeiro de 2011
Revista em 22 de Março de 2011
Aceite pelo editor em 06 de Janeiro de 2012