Bureta

Da WikiCiências
Share/Save/Bookmark
Ir para: navegação, pesquisa

Referência : Pinto, J.R., (2014) Bureta, Rev. Ciência Elem., V2(4):283
Autor: J. Ricardo Pinto
Editor: Jorge Gonçalves
DOI: [http://doi.org/10.24927/rce2014.283]


Figura 1 - Representação esquemática de uma bureta.

A bureta é um tubo graduado, estreito, com a extremidade inferior alongada, na qual existe uma torneira. É utilizada em posição vertical, para transferir porções de líquido de volume rigorosamente conhecido para outros recipientes, geralmente durante operações de titulação.


As buretas são calibradas a 20°C e são classificadas de acordo com o seu grau de precisão: classe A e classe B. As buretas de classe A apresentam uma maior precisão do que as de classe B.


A bureta é utilizada frequentemente em titulações, dado que o volume de titulante adicionado deve ser conhecido com elevada exactidão e precisão. A medição de volumes numa bureta é geralmente realizada por diferença, sem necessidade de ajustar a zero o nível da solução. Coloca-se o titulante na bureta, faz-se a leitura do volume inicial, transfere-se o volume de líquido que se pretende (normalmente de uma forma lenta), abrindo a torneira da bureta e, finalmente, lê-se o volume final. O volume transferido (dispensado) para o recipiente corresponde à diferença entre as leituras final e inicial. De modo a evitar erros de paralaxe, durante estas leituras deve ter-se sempre o cuidado de ter os olhos à mesma altura do nível de líquido dentro da bureta.











Criada em 6 de Dezembro de 2009
Revista em 14 de Julho de 2010
Aceite pelo editor em 13 de Setembro de 2010