Barómetro

Da WikiCiências
Share/Save/Bookmark
Revisão das 17h22min de 26 de janeiro de 2018 por Admin (discussão | contribs)

(dif) ← Revisão anterior | Revisão actual (dif) | Revisão seguinte → (dif)
Ir para: navegação, pesquisa

Referência : Ribeiro, D., (2014) Barómetro, Rev. Ciência Elem., V2(3):220
Autores: Daniel Ribeiro
Editor: Jorge Gonçalves
DOI: [http://doi.org/10.24927/rce2014.220]


Figura 1 Barómetro.
Um barómetro é um instrumento de medição da pressão atmosférica. Existem, basicamente, dois tipos de barómetros: os barómetros de líquidos e os barómetros aneróides.


A invenção do primeiro barómetro foi creditada ao italiano Evangelista Torricelli (1608 – 1647) que, em 1643, criou um barómetro simples de mercúrio. No entanto, existe alguma incerteza sobre quem foi o autor do primeiro barómetro, essencialmente por causa dos trabalhos do italiano Gasparo Berti (c. 1600 – 1643), por volta de 1641.[1]

O barómetro mais simples, o barómetro de mercúrio de Torricelli, consistia de um tubo (fechado numa das extremidades) que continha mercúrio (ver figura 1). A altura desta coluna de mercúrio é uma medida da pressão atmosférica.

Depois das descobertas de Berti e Torricelli, muitos outros físicos (ou filósofos naturais, como se designavam nessas épocas) desenvolveram diferentes tipos de barómetros. Contudo, o princípio de funcionamento de barómetros de líquidos é basicamente o mesmo em qualquer caso.

Os barómetros aneróides foram inventados pelo francês Lucien Vidie (1805 – 1866) que construiu um barómetro baseado no conceito proposto pelo alemão Gottfried Leibniz (1646 – 1716) de que a deformação de uma cápsula metálica na qual se fazia o vazio podia ser utilizada para medir a pressão atmosférica.[2] Na atualidade, a maior parte dos barómetros são do tipo aneróide.

Uma das utilizações comuns dos barómetros é na previsão meteorológica, sendo possível prever as condições atmosféricas olhando apenas para um barómetro.

Referências

  1. J. Heilbron, ed., The Oxford companion to the history of modern science, Oxford New York: Oxford University Press, 2003, ISBN: 978-0-195-11229-0.
  2. K. Hile, The handy weather answer book, Canton, MI: Visible Ink Press, 2009, ISBN: 978-1-578-59221-0.




Criada em 09 de Novembro de 2012
Revista em 27 de Novembro de 2012
Aceite pelo editor em 27 de Novembro de 2012