Série Electroquímica

Da WikiCiências
Share/Save/Bookmark
Ir para: navegação, pesquisa

Referência : Maria Abrantes, L. (2012), WikiCiências, 3(02):0494
Autor: Luisa Maria Abrantes
Editor: Irene Montenegro



Lista ordenada de potenciais padrão de eléctrodo. Estes potenciais não podem medir-se directamente mas os seus valores relativos podem ser determinados acoplando numa célula o eléctrodo em apreço com um segundo eléctrodo constante (eléctrodo de referência). Este, por convenção, é o eléctrodo de hidrogénio - eléctrodo em que os potenciais são controlados pela reacção


2H + + 2e = H2(g)



dando origem à mesma contribuição para o potencial da célula, desde que a actividade do ião hidrogénio na solução e a pressão de H2 com a qual está em equilíbrio sejam sempre as mesmas. Os valores escolhidos são actividade unitária para o ião hidrogénio e pressão unitária para o gás hidrogénio, constituindo-se o eléctrodo normal de hidrogénio ( ENH), também designado por eléctrodo padrão de hidrogénio,

Pt/ H2 (a = 1) / H+ (a = 1)

cujo potencial a todas as temperaturas é arbitrariamente assumido como zero.

Assim, para cada eléctrodo, por exemplo um metal em contacto com uma solução dos seus iões de actividade unitária, o potencial da célula (em que o eléctrodo padrão de hidrogénio funciona como ânodo)

Pt/ H2 (a=1)/H+ (a=1) || Mz+ (a=1)| M

representa o potencial padrão do par Mz+ | M na escala do ENH (Eo vs ENH).

Escrevendo as meias reacções como redução e tabulando os respectivos potenciais de padrão de eléctrodo, obtém-se a série electroquímica.
Em soluções não aquosas é necessário usar outra reacção padrão em vez da ionização do hidrogénio.

Da informação contida numa lista ordenada pode concluir-se rapidamente se um dado processo redox ocorre espontaneamente; metais com potenciais padrão elevados e positivos dizem-se nobres enquanto na extremidade oposta da tabela se encontram os metais reactivos, ou seja com maior tendência a oxidar-se. Efectivamente a série foi estabelecida experimentalmente verificando-se que metais deslocavam outros de soluções dos seus sais. Uma chapa de zinco imersa numa solução de sulfato de cobre fica rapidamente recoberta por um depósito de cobre metálico, enquanto o zinco passa à solução, tal como indiciado pelos valores dos respectivos potencias padrão (Eo (Cu2+/ Cu = + 0,35 V; Eo (Zn2+/ Zn) = -0,76 V).


Criada em 19 de Janeiro de 2012
Revista em 06 de Fevereiro de 2012
Aceite pelo editor em 06 de Fevereiro de 2012